Inspirado na bicicleta de bambu Abari, Lance Rake projeta novo modelo com ripas de barril

Atualizado: 31 de mar.

O designer industrial e professor Lance Rake constrói bicicletas de bambu há mais de uma década. Seu método típico é combinar o bambu curado com envoltórios de fibra de vidro, fibra de carbono e resina. Recentemente, ele vem experimentando novas geometrias para obter a rigidez necessária sem o uso de resinas.



Um de seus projetos favoritos foi um protótipo de bicicleta criado no Nepal com Nripal Adhikary e sua equipe na ABARI. eles desenvolveram um design que usava tiras de bambu em curvas opostas, aproveitando a flexibilidade do bambu para criar rigidez onde necessário. A bicicleta ABARI foi fácil de fabricar e possui um hardware básico para unir o bambu.



Usar materiais como madeira e bambu para construir bicicletas é uma prática centenária. Esses elementos naturais são relativamente leves, fortes e fáceis de trabalhar, mas um problema persiste: as bicicletas não são rígidas o suficiente para resistir ao estresse de pedalar sem laminação ou adição de juntas compostas.


A solução para este problema pode estar no próprio problema — usando a flexibilidade para criar rigidez e força”, afirma Rake.

Portanto, o que começou para Lance Rake em Katmandu como uma exploração na composição do quadro de bambu com o modelo ABARI, foi finalmente realizado em ripas de carvalho, aço carbono e couro para criar uma bicicleta com partes de um barril. Alguns anos atrás, ele estava visitando um amigo em Ferndale, na Califórnia, pensando na possibilidade de fazer bicicletas de bambu por lá, quando viu um banco feito com ripas de barris de vinho. As curvas das ripas do barril moldadas pelo vapor o lembravam das curvas daquela bicicleta ABARI de bambu. Dirigindo de volta de Ferndale, ele parou na vinícola Jaxon Keys, em Hopland, pegou um barril de vinho usado e começou o projeto da sua bicicleta de ripas de barril.

O protótipo parecia perfeito para passeios curtos, mas um pouco pesado para passeios mais longos. então, Rake redesenhou a bike com um mid-drive bosch, um câmbio drivetrain CVT, garfo, freios a disco e uma bolsa de quadro feita em Kathmandu. A partir daí, ele revelou a e-bike cooper — feita a partir de uma mistura de ripas de barril de vinho e uísque. As peças longas do quadro tiveram que se curvar para cima e para baixo como antes, mas também para dentro e para fora para dar espaço para a bateria. Uma vez que os ângulos corretos foram calculados, as ripas podem ser unidas em V para obter resistência e flexibilidade suficientes.


“O resultado é um cavalo de batalha, poderoso, mas confortável e fácil de conduzir. a e-bike mudou o mundo do ciclismo. Materiais que nunca poderiam ser usados ​​porque eram muito pesados ​​— especialmente materiais naturais como carvalho e couro — agora podem melhorar a experiência geral do usuário e tornar o ato de andar de bicicleta tão divertido quanto quando você era criança”, conclui Rake.

Fonte: Designboom