Mobiliário de rua impresso em 3D torna-se “segunda pele” para barreiras urbanas antiterror de Jersey



Utilizando tecnologias paramétricas inovadoras, a R3direct dedica-se à impressão de objetos duráveis ​​e personalizáveis ​​feitos de refugos plásticos pós-consumo. O estúdio trabalhou em estreita colaboração com Giulia Del Grande para ajudar a desenvolver sua pesquisa de mestrado, que se concentrou em explorar a desconexão entre medo e risco real nas cidades. O estudo a levou a idealizar um projeto adequado para um contexto urbano e que tenha uma forte base psicológica. As barreiras antiterroristas da cidade de Lucca, Itália, chamaram sua atenção como ponto de partida para a experimentação, que, então, junto com o designer-chefe da R3direct, Stefano Giovacchini, ela começou a desenvolver o conceito por trás dos móveis USE.



O plástico incorporado nos móveis provém da reutilização de cerca de 3.300 caixas TetraPak®. A reciclagem e transformação foi realizada pela Lucart , líder na produção de papel e derivados de celulose, na sua unidade fabril em Lucca. a composição final do material “USE” contém cerca de 75% de FiberPack®, comumente encontrado em papel higiênico, guardanapos, toalhas de cozinha e similares e os 25% restantes são feitos de polietileno e alumínio, dois componentes usados ​​como matérias-primas secundárias para a produção do módulo.




Depois de imprimir o design em 3D, a R3direct convidou artesãos para refinar cada parte da cobertura da barreira, dando-lhe uma aparência mais amigável que combinasse com o cenário arquitetônico único da cidade. O primeiro protótipo foi instalado em março de 2022 e incluiu um código QR para os transeuntes digitalizarem e conhecerem a trajetória do material utilizado para a criação dos móveis.


Fonte: Designboom