Instrumentos de escrita CENTO3: o último projeto de Achille Castiglioni ganha vida pelo estúdio EGO.



Os instrumentos de escrita projetados em 2001 pelos arquitetos Achille Castiglioni e Gianfranco Cavaglià ganham vida 20 anos depois sob o nome CENTO3. Projetado, produzido e distribuído pelo estúdio de design italiano EGO.M, os instrumentos impressos em 3D incluem uma lapiseira, um lápis de arte multifuncional e uma caneta-tinteiro na versão de bolso. Os protótipos de madeira deste projeto inédito foram descobertos por seus filhos, Giovanna e Carlo Castiglioni, em seu estúdio de Milão. Escondidos atrás de um grande espelho angular na sede da Fondazione Achille Castiglioni, os protótipos foram os últimos de sua carreira, co-assinados com o arquiteto Gianfranco Cavaglià.



Desenvolvidos pelo experiente marceneiro Pierluigi Gianda, os protótipos replicam a forma em arco trilobada estudada por Castiglioni e Cavaglià que, graças à sua distinta qualidade ergonômica, representa a verdadeira aliança entre mente, mão e objeto, além de ter a particularidade de não rolar numa mesa. “Este aspecto pareceu-nos de algum interesse”, recorda Cavaglià.


O projeto ficou na gaveta por mais de 20 anos, pois ainda não havia encontrado a indispensável e precisa interpretação dos objetivos do projeto original, bem como os investimentos necessários para a complexa produção de uma forma tão inusitada escolhida. Foi em 2020, quando a Fondazione Achille Castiglioni e Gianfranco Cavaglià conheceram o EGO.M, quando as duas partes decidiram confiar o desenvolvimento, engenharia e produção do projeto ao estúdio de design italiano.


Respeitosamente conscientes de sua responsabilidade, tendo apurado os fundamentos do projeto — seu ethos e as intenções originais de Cavaglià, durante um ano de trabalho colaborativo — o EGO.M concentrou-se na realização dos instrumentos. Entre os protótipos de madeira, três foram selecionados para produção: uma lapiseira, uma lapiseira multifuncional e uma caneta-tinteiro na versão de bolso. A lapiseira representa o desenho técnico, a lapiseira multifuncional é prática e adequada para diversos usos, e a caneta-tinteiro foi deliberadamente escolhida em versão de bolso para ser mais contemporânea, não convencional e mais próxima das gerações mais jovens.



CENTO3 (103, Hundred3) foi revelado pela primeira vez na data do aniversário de 103 anos de Achille Castiglioni: 16 de fevereiro de 2021. Castiglioni disse que “até nomear objetos é um ato de design” e , como resultado, o título desta coleção também foi um questão de estudo e pesquisa. O número 3 representa: os objetos projetados e suas respectivas tipologias de escrita; a tecnologia de produção (impressão 3D); os parceiros do projeto – EGO.M, Fondazione Achille Castiglioni, Gianfranco Cavaglià; as gerações envolvidas; os dedos que seguram o instrumento de escrita e os arcos da forma trilobada.



A produção CENTO3 é feita a partir da impressão 3D, com uso de grafeno, em uma modelagem por deposição fundida. Essa técnica de impressão tridimensional foi selecionada para a produção, devido à versatilidade que permite produzir essa forma única. O estúdio EGO.M focou sua pesquisa em encontrar um material inovador para o mundo da escrita que também pudesse interpretar os fundamentos do projeto. A escolha do grafeno se deu por suas características naturais e acabamento, suas propriedades mecânicas e sua cor. O grafeno é composto por uma camada monoatômica de carbono e grafite, feita de uma camada de carbono, por isso parecia mais atraente finalizar o conceito de escrita empregando a própria escrita como material principal: um lápis feito de “lápis” ou, melhor, feito de grafeno.


Fonte: Designboom