Uma “openbike” de compensado que pode ser baixada e construída por qualquer pessoa

O estúdio espanhol Arquimaña quer reduzir as emissões de carbono nas cidades e, ao mesmo tempo, capacitar as pessoas com tecnologia. Essa é a razão de terem projetado uma bicicleta de madeira que pode ser baixada na Internet e fabricada por qualquer pessoa no mundo.



“A Openbike é um manifesto sobre urbanismo sustentável, transporte urbano, manufatura distribuída, conhecimento compartilhado, comunidade e uso responsável dos recursos, que se materializa no desenho de um transporte urbano não poluente — a bicicleta, podendo ser fabricada por conta própria do usuário dentro da cidade ou ambiente onde vai ser usada”,afirmam os arquitetos Raquel Ares e Iñaki Albistur.



A Arquimaña tem prototipado designs para Openbike desde 2017. Esta versão final foi projetada para ser usada por qualquer pessoa, não importa sua idade. Para fabricar a bicicleta, os usuários podem baixar os desenhos de um site próprio, projetado pelo estúdio Happyending. Os usuários poderão levar os desenhos para uma oficina de fabricação digital local (fablab) e, com o CNC, cortar as partes da bicicleta em madeira compensada disponível localmente e utilizar a impressão 3D para elementos como o selim, o cubo frontal e guidom. Essas peças também poderão ser recicladas de bicicletas velhas.




Os arquivos de fabricação para a Openbike são licenciados sob a Creative Commons 4.0, permitindo que os designs sejam melhorados, modificados, fabricados e compartilhados novamente por qualquer pessoa em todo o mundo. Com base nestes princípios de design aberto, a Arquimaña incentiva o desenvolvimento e o design baseados na utilização de recursos locais, mas com técnicas e ferramentas globais adaptadas às características de um determinado local.

De acordo com os arquitetos, — “o objetivo é empoderar os cidadãos como agente transformador, colocando a tecnologia ao seu serviço e priorizando a produção local com recursos locais, que gere cidades ativas e produtivas, olhando para o futuro numa perspectiva ecológica, tentando reduzir as emissões de carbono ao mínimo”.



O projeto faz parte da iniciativa global Fab City, que desafia as cidades a produzirem tudo o que consomem até 2054. neste contexto, a Openbike espera oferecer aos cidadãos os métodos necessários para a fabricação de um meio de transporte urbano acessível e não poluente.

A Openbike está atualmente em exibição dentro do pavilhão espanhol na Bienal de Arquitetura de Veneza 2021 e na Bienal de Arquitetura e Urbanismo de Seul 2021, em exposição de cidades com curadoria de Dominique Perrault.



O projeto foi apoiado pelo departamento de planejamento territorial, habitação e transporte do governo basco, a Prefeitura de Donostia, o Instituto Etxepare Basco, Tabakalera, o Centro de Cultura Contemporânea Internacional e pelo Seul Innovation FabLab.


Fonte: Design Boom